Plano de aula: o que é, como elaborar e modelos

Veja como criar um plano de aula eficaz para garantir a qualidade do ensino e a satisfação dos alunos enquanto se destaca da concorrência.

Assim como empresários elaboram planos de negócio e políticos criam seus planos de governo, professores também precisam se preocupar com a criação de um material muito importante: o plano de aula.

Esse documento é amplamente utilizado por professores em vários níveis educacionais diferentes, justamente por ser tão importante para garantir a qualidade do processo de aprendizagem nas instituições de ensino e mesmo para quem oferece cursos livres.

Para entender um pouco mais sobre o que é um plano de aula, qual a sua importância e como criar um, continue lendo esse artigo.

O que é plano de aula?

Plano de aula é um documento criado pelo professor e que define qual será o tema de uma aula, seu objetivo, a metodologia a ser utilizada, quais serão as formas de avaliação, possíveis referências bibliográficas e outras informações relevantes.

Esse material é essencial para que o professor tenha uma visão clara sobre quais conhecimentos precisam ser transmitidos e assimilados pelos estudantes em cada aula, garantindo a qualidade do ensino oferecido.

New call-to-action

Qual a importância do plano de aula?

Assim como os são os planos de negócios e planos de governo em suas respectivas áreas, o plano de aula é importante para destacar quais são os objetivos definidos pelo professor e qual será a abordagem adotada para alcançá-los.

Um plano de aula torna mais fácil para o professor se preparar com antecedência para cada aula, guiando seu processo de pesquisa e reflexão para trazer os pontos mais importantes de acordo com o objetivo de suas aulas.

Além de ser importante para os professores, os planos de aula também ajudam os estudantes a ter mais visibilidade sobre o que será estudado a cada aula e também a garantir que os professores sigam de acordo com os objetivos definidos.

A importância do plano de aula EAD em tempos de pandemia

O plano de aula se tornou ainda mais importante no período da pandemia, em que muitas pessoas passaram a estudar via plataformas digitais.

Embora o ensino via EAD já tenha provado que pode oferecer a mesma qualidade que outras alternativas presenciais, na modalidade digital o plano de aula serve como mais uma ferramenta para que os estudantes possam cobrar dos professores o foco nos principais conceitos estudados.

Outro benefício do plano de aula para o ambiente digital é que ele permite aos estudantes se anteciparem às aulas e começarem seus estudos por conta própria de acordo com o tema de cada aula, estudando com antecedência e contribuindo para aulas mais ricas e participativas.

Como elaborar um plano de aula para EAD?

Você pode estar pensando que um material tão importante assim não deve ser nada fácil de ser elaborado, mas a verdade é que com alguns passos simples é possível criar um plano de aula completo e eficaz.

Nos próximos tópicos você vai ver um passo a passo detalhado sobre como criar um plano de aula para EAD.

1. Defina o público e o objetivo

Embora público e objetivo pareçam palavras do mundo dos negócios, não se esqueça que o plano de aula é de responsabilidade do professor. Para iniciar a criação do plano de aula, o primeiro passo é que o professor tenha definido e possa refletir sobre os estudantes que compõem seu público-alvo.

Além de entender qual é o nível de ensino daquela aula, como fundamental ou superior, o professor deve considerar todo o contexto cultural e socioeconômico da turma para garantir um plano de aula eficaz.

Assim como cada estudante é único, cada turma também é, e nem sempre o plano de aula que funciona para uma turma específica vai funcionar para todas as outras.

2. Seja criativo

Muitas pessoas têm dificuldade para trabalhar remotamente pois sofrem com distrações e perdem o foco facilmente – e esse também é um problema no EAD.

Para ultrapassar barreiras como essa, é importante que os professores sejam criativos em seus planos de aula para garantir que vão prender a atenção dos estudantes e entregar uma qualidade igual ou superior à do ensino presencial.

Pensar em atividades práticas, dinâmicas interativas ou até usar recursos tecnológicos disponíveis no EAD é uma forma de melhorar a experiência da turma e garantir o sucesso da aula.

3. Use a tecnologia

Como já foi mencionado acima, é importante usar os recursos tecnológicos disponíveis para que a aula alcance seus objetivos da melhor forma possível.

É importante que os professores entendam quais são as ferramentas disponibilizadas pela plataforma EAD utilizada pela escola e como elas podem ser utilizadas durante as suas aulas, mas isso também não precisa ser um limitador.

Os professores podem investir na criatividade e buscar por outras opções que acharem válidas para complementar sua estratégia de ensino, agregando mais valor à plataforma oficial da escola.

4. Defina materiais e softwares que serão usados

Depois de soltar a criatividade e encontrar os recursos tecnológicos necessários para a aula, todos esses pontos precisam ser definidos e listados adequadamente no plano de aula.

Essa listagem é especialmente importante por questões administrativas, já que a escola pode considerar os materiais e softwares necessários em seu orçamento e garantir que tudo esteja disponível para as aulas conforme necessário.

5. Estabeleça horários e prazos para as atividades

Outro ponto importante de um plano de aula é o cronograma de aula em si e os prazos que cada estudante terá para entregar suas atividades.

Esse passo deve considerar não apenas a complexidade de cada assunto trabalhado ou atividade proposta, mas também o próprio calendário da instituição e as necessidades de cada turma específica.

6. Defina a metodologia a ser usada

Além dos recursos e ferramentas a serem utilizados na aula, o professor também deve indicar no plano de aula qual é a metodologia escolhida para orientar o ensino da turma.

A escolha da metodologia deve levar em conta o conteúdo de cada aula para garantir a maximização do aprendizado de cada estudante.

Confira alguns exemplos das metodologias mais utilizadas:

  • Aplicação de exercícios
  • Aula expositiva
  • Dramatização
  • Estudo de caso
  • Estudo dirigido
  • Estudo de texto
  • Painel
  • Pesquisa de campo
  • Seminário
  • Solução de problemas

7. Escolha como avaliar os seus alunos

Quando falamos em avaliação no contexto educacional é fácil pensar em provas e notas, mas essa não é a única opção disponível para analisar a efetividade do processo de ensino.

A avaliação é importante para mostrar aos professores se a turma está respondendo aos conteúdos apresentados em aula e identificar se é necessário algum ajuste no plano inicial ou mesmo uma mudança completa de abordagem.

Para avaliar a efetividade do ensino, além das provas tradicionais também é possível analisar a participação dos estudantes durante as aulas, realizar provas orais, cobrar exercícios de fixação ou até propor trabalhos durante a aula, ou com entrega posterior.

8. Informe as referências de cada material ou conteúdo

Com quase tudo pronto, a última parte de um plano de aula lista as referências utilizadas para a sua criação.

Essa listagem pode conter tanto livros físicos como artigos digitais e outros links relevantes usados pelo professor para a elaboração daquele plano de aula.

Esse ponto é importante não só para tornar mais fácil caso o professor precise relembrar a fonte de algum conteúdo no futuro, mas também para ajudar os estudantes a buscarem as fontes originais dos temas estudados e aprofundarem seus estudos caso tenham interesse.

Modelo de plano de aula para EAD

Os pontos apresentados acima são os mais importantes para garantir que seus planos de aula sejam completos e eficazes, contribuindo para a qualidade das aulas e o aprendizado dos seus estudantes.

Pensando em ajudar você a não esquecer nenhuma das principais partes de um plano de aula eficaz, preparamos um modelo que pode ser usado como base para as suas próximas aulas.

Para acessar o modelo de plano de aula, preencha o formulário abaixo:

Como levar a sua escola mais além?

Garantir que seus professores estão criando e executando planos de aula da forma correta vai ajudar a sua escola a se destacar da concorrência oferecendo um ensino de alta qualidade, mas essa não é a única forma de se diferenciar no mercado.

Se você quer superar a concorrência e conquistar cada vez mais estudantes, contar com a solução completa de checkout da Provi é uma ótima opção.

Com a Provi, sua escola pode expandir a atuação no mercado digital com facilidade, oferecendo formas de pagamento diferenciadas e com taxas competitivas que vão ajudar a aumentar a receita da sua escola.

Para entender como podemos crescer juntos e saber mais sobre as nossas soluções, clique aqui e entre em contato com a equipe da Provi.

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.