Dica da Provi: front-end para designers

Será que designer precisa entender de front-end? Vem conferir a opinião do Dias, nosso Head de Design, na dica da Provi.

Ainda existe bastante confusão no mercado sobre o que é responsabilidade de um designer e o que cabe ao front-end. Apesar de cada um ter backgrounds e especialidades diferentes, é importante que eles tenham capacidade de trabalhar em conjunto para alcançar os melhores resultados no trabalho.

Para falar mais um pouquinho sobre isso trouxemos uma dica do Lucas DiasHead de Design aqui da Provi. Formado em Publicidade e Propaganda e com quase 10 anos de experiência em agências de publicidade, o Dias resolveu migrar para o mundo do design digital e vem hoje trazer a visão dele sobre esse assunto.

Designer precisa entender de front-end?

Não necessariamente, mas é um baita diferencial.

A vida de um designer nas novas empresas digitais que vêm surgindo é totalmente interligada com a vida dos desenvolvedores front-end, inclusive eles acabam trabalhando muitas vezes em duplas.

Saber programar não é uma skill obrigatória para os designers, mas ter esse conhecimento torna a relação muito melhor, já que os projetos serão criados desde o começo pensados em suas reais limitações técnicas na hora de produção, tendo assim maior controle sobre todos os aspectos que tangem a relação código/interface, ou seja, tudo funciona melhor.

Tem um texto que eu gosto bastante do Jon Vieira aqui no Medium da Aela que também fala sobre esse assunto, então quem se interessar pela discussão pode conferir mais aqui: Afinal, designers devem saber programar?


Gostou da dica? Esse é o primeiro post de uma nova série do blog da Provi, que vai trazer dicas sobre assuntos diversos criadas por cada uma das pessoas que fazem parte da nossa equipe.

Desde dicas de carreira até ideias de filmes para assistir, continue acompanhando nosso blog para saber um pouco mais do que essa galera tem para falar.

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.